Produto
X

O papel do Filtro Culinário na indústria alimentícia

Por em

A indústria alimentícia tem grande importância no PIB brasileiro, correspondendo a 9,7% deste índice. O bom funcionamento de equipamentos e o melhor aproveitamento das matérias também contribuem para o crescimento do setor e resultados melhores nas empresas.

Aqui em nosso blog já falamos sobre a aplicação dos Trocadores de Calor e sua conformidade com a norma ASME BPE. Nesta matéria iremos falar sobre outro importante equipamento para as indústrias que utilizam vapor culinário: O Filtro Culinário, equipamento que tem como principal objetivo remover partículas contaminadas do vapor e ar comprimido. Entenda melhor a seguir:

Vapor de processo, Vapor culinário e Vapor puro

A utilização do vapor na indústria alimentícia percorre diversas etapas do processo produtivo indo desde a preparação do produto até a limpeza da área produtiva e dos equipamentos. Existem algumas formas de se obter este vapor:

• O Vapor de Processo, ou vapor utilitário, que é produzido por uma caldeira e pode ser aplicado para processos que não envolvem contato com o produto ou com a superfície.

• O Vapor Culinário, que pode ser utilizado em processos que mantenham contato direto com o produto ou para higienização de substratos. Ele normalmente contém aditivos que evitam corrosão e a formação de incrustação, evitando a contaminação do produto.

• O Vapor Puro, ou vapor higiênico, não contém aditivos e é produzido pelo aquecimento de água não tratada. É utilizado para produção de orgânicos devido a ausência de aditivos químicos.


O Filtro para Vapor Culinário

A utilização do Vapor Culinário na indústria alimentícia tem como principal vantagem um menor consumo de energia e água, além de um investimento inicial menor, sendo desnecessário o investimento em uma caldeira.

O equipamento ideal para garantir um vapor livre de impurezas é o Filtro Culinário. Este equipamento tem como objetivo garantir que o vapor permaneça sem partículas sólidas ou gotículas em suspensão.

Sua construção é simples e composta por um corpo, produzido em aço inoxidável e um elemento filtrante, produzido em aço inoxidável sinterizado. A parte interna do corpo recebe acabamento polido para permitir o escoamento do condensado retido para a base, onde será eliminado através de um purgador.


Conheça o Filtro Culinário

O Filtro Culinário é altamente eficiente para remoção de partículas contaminadas de gás, vapor e ar comprimido. A construção otimizada dessas unidades oferece baixa pressão diferencial em altas vazões.

Seu corpo é dividido em duas partes unidas por acessórios em conformidade com o setor alimentício: Até 3″/DN80, são unidos de acordo com a DIN 11851. Para Filtros acima de DN100, são unidos por flanges planas fixadas com parafusos e porcas.

Seus elementos filtrantes (substituíveis) são feitos de aço inoxidável austenítico sinterizado e possuem nível de porosidade superior a 50%, garantindo alta capacidade de carga de partículas e sujeira, bem como boa taxa de fluxo a baixa pressão diferencial.

Instalação típica

Uma instalação muito utilizada com o Filtro Culinário é a Estação Redutora de Pressão de Vapor filtrada, veja abaixo os componentes deste equipamento:

1 Filtro Culinário
2 Purgador
3 Válvula de Esfera
4 Válvula de Segurança
5 Filtro Y
6 Separador de Umidade
7 Válvula Redutora de Pressão Piloto Operada
8 Válvula de Esfera
9 Purgador Termostático
10 Visor de Fluxo
11 Resfriador de Amostra
12 Válvula Agulha
13 Válvula de Retenção
14 Manômetro / Tubo Sifão / Válvula de Bloqueio
Palavras relacionadas

Comentários